Desabafo mental (X)

Sou um cobarde. Se tivesse tomates, largava este lindíssimo país de merda, com atrasos estruturais e uma total incapacidade para evoluir de forma visível, e arriscava a vida lá fora. Se calhar andava aos papéis, se calhar bulia uns anos como um cão, mas tinha para mim que o risco, em si, valia a pena. Em vez disso, conscientemente, contento-me com esta realidade parcial, em que nos arrastamos em lamentações, temos vergonha uns dos outros e do que não conseguimos juntos. Foda-se para isto.